quarta-feira, 22 de julho de 2015

Mulher cura Calvicie com Alimentação Natural

Não se entregue, todas as doenças têm solução, o problema reside no doente.

Veja este exemplo, de quem não tinha cabelo e não desistiu, fez por si e conseguiu , no fim chora, mas são lagrimas de alegria.

Cardo Mariano - Um planta a tomar em caso de cancro de fígado e de mama.


O Cardo Mariano é uma planta que existe nos campos portugueses, antigamente era usada para coalhar o leite no fabrico do queijo, mas ela é muito mais do que isso ,é das melhores plantas para problemas hepáticos.

Um grupo de cientistas do centro de Biotecnologia em Beja (CEBAL) dizem que esta planta tem propriedades anti-tumorais, que pode prevenir ou tratar o cancro de fígado e o de mama.
Estudaram as várias partes da planta e perceberam que a folha é a parte com mais atividade fitoterapêutica. "Os estudos têm mostrado que conseguimos bloquear o crescimento das células tumorais quando são incubadas com o extrato da folha do Cardo" diz Fatima Duarte a responsável pela equipa.

Não sou medica, e cancro é uma doença com um peso psicológico muito grande, é dito ao doente " tem de fazer isto... tomar quimioterapia...cirurgia com urgência..." a meu ver uma terapêutica de medo. Os médicos são formatados para unicamente prescreverem e acreditarem nos fármacos, em algo que foi criado pelo homem e inventado à meia dúzia de anos. Não quero dizer com isto que não deva seguir os conselhos médicos, mas eu penso que há muito mais a fazer por nós.

O livro Curas Milagrosas de Jean Carper, conta-nos uma historia feliz de cancro tratado com o Cardo Mariano.
"Um alemão carpinteiro de 52 anos de idade deu entrada no hospital da Universidade de Munique, em Julho de 1990, com um cancro no fígado. Uma tomografia computorizada mostrou um tumor de 4,5cm no lóbulo direito de seu fígado, que mais tarde foi confirmado através de uma biopsia. O homem ingeria álcool e fumava muito. Consumia diariamente 3 litros de cerveja por dia, já há vinte anos, e fumava vinte cigarros desde a sua adolescência. A equipe médica que o atendeu, considerou a cirurgia inútil devido ao estado avançado do cancro. Deram-lhe alta, achando que ele iria morrer rapidamente. Geralmente para pacientes com cancro de fígado inoperável a sobrevivência é de 3 a 6 meses.
Portanto, os médicos ficaram surpresos, quando um ano depois, o carpinteiro voltou vivo ao hospital, apresentando uma aparência muito melhor. Não fumou ou bebeu durante esse ano. Havia engordado 8 kilos e sentia-se bem. Mas o mais impressionante é que o cancro do fígado tinha desaparecido. Tinha regredido completamente.
Então o que aconteceu? O que fez o cancro do fígado desaparecer?
Bem, o carpinteiro, passou a tomar diariamente uma dose de 450mg de Silimarina (Cardo Mariano), que fora receitado pelo médico local. Segundo o paciente, ele tomou o remédio religiosamente durante 11 meses."
Com esta historia percebemos que o milagre se deu provavelmente por varias razões, ele mudou o seu estilo de vida, deixou de beber, de fumar e além disso tomou uma planta com propriedades adjuvantes hepáticas e anti-tumoral.


Não esqueçam esta planta  - Cardo Mariano - é um ajudante hepático sem efeitos secundários.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

O que fazer para não ter ou diminuir a inflamação? Que plantas deve usar? Veja as 8 melhores

A maior parte das doenças atuais têm processos inflamatórios, ela é um dos principais componentes das doenças auto-imunes, na asma, na aterosclerose e em muitas mais, inclusive no cancro.
Parece, mas não é, a inflamação não é uma coisa ruim, é uma resposta necessária e protetora do sistema imunitário, é uma forma de defesa frente a qualquer dano que aconteça ao corpo.
No entanto, por erros que fazemos com o corpo este pode desenvolver inflamação cronica, que nunca passa, e esta é nos prejudicial, é ela que está por trás das doenças atuais.
A inflamação cronica pode ser sistémica ou localizada, como inflamação do sistema temos as doenças cardiovasculares, como localizada temos a artrite nas mãos ou a cirrose no fígado, sendo estes alguns exemplos.

O que fazer para não ter ou diminuir a inflamação?
Que plantas deve usar?

Bem o ideal seria nunca fazermos nada de "agressivo" ao corpo de forma a que este não tivesse que criar a inflamação, o que nos dias de hoje é extremamente difícil, para não dizer impossível. Nosso corpo é invadido diariamente por produtos que a nossa genómica não conhece, logo o corpo vai defender-se e inflamar. Mas nem tudo está perdido, temos a Natureza que nos ajuda.
Há muitas plantas que podem ajudar nosso corpo a reduzir a inflamação.
Tome conhecimento delas, veja as que mais se adequam a si, quais as que estão mais perto da zona onde vive, e tome-as numa base regular, de acordo com a sua necessidade.

Alecrim
Qual é o jardim ou o quintal de Portugal que não tem Alecrim?
Esta planta é tónica e diaforética, cheia de flavonoides por isso tem uma ação anti-inflamatória.
Pode juntar a determinados pratos ou beber em chá. É o chá preferido da minha filha quando estuda, porque ele é tónico, há quem chame o "Ginseng Português", melhora as faculdades mentais.
Excelente para pessoas com a tensão baixa.
Quem não o deve tomar?
Quem tem anemia, não deve consumir muito desta erva, ela pode bloquear a absorção de ferro; quem tem Hipertensão também não deve tomar.

Carqueja
Esta é uma das minhas plantas preferidas, é um dos chás que mais bebo.
A carqueja é rica em compostos fenólicos, que têm propriedades antioxidantes que nos protegem dos radicais livres , aqueles que provocam o envelhecimento e outras doenças. Em estudos a Carqueja mostrou ser mais eficiente do que as vitaminas E e C.

Canela
Quem não gosta de canela?
Para quem gosta a boa noticia é que a canela pode fazer maravilhas no seu corpo, porque reduz as respostas inflamatórias e combate bactérias indesejáveis. Quase todos os dias como canela,  na papa de aveia, na papa de linhaça que junto com fruta, etc... de inverno quando tenho muito frio, bebo chá de gengibre com limão e canela...uma delicia.
Muito boa para quem tem diabetes tipo 2.
Quem toma medicamentos anticoagulantes deve consultar o medico antes de a tomar diariamente.

Manjericão
Uma erva sem efeitos secundários, que pode ser adicionada diariamente à salada ou a outros pratos, principalmente por quem tem doenças inflamatórias, pois é um ótimo anti-inflamatório. O principal ingrediente do manjericão é o eugenol, que um estudo publicado em 2003 no Jornal of Microbiology  dizia que bloqueava bactérias que tendem a inflamar o corpo. Em Portugal vende-se normalmente a planta em vaso para colher na hora de consumir.

Alho
Neste grupo dos anti-inflamatórios não podia faltar o Alho, ele tem entre varias coisas o enxofre que é essencial para o nosso corpo. Tem sido comprovado que o alho é importante nas doenças cardiovasculares e reduz o risco de contrair determinados cancros.
Deve comer alho cru, caso não goste do sabor com os alimentos, corte-o em pedaços e engula-os como se fossem comprimidos.

Oregão
O Oregão tem uma substancia ativa chamada beta-cariofilina que inibe a inflamação, o Dr. Jurg Gertsch da Universidade de Zurique diz mesmo que pode vir a ser uma substância  base para novos medicamentos.
O orégão é simplesmente maravilhoso, juntem-no a todas as saladas, diariamente.

Gengibre
O gengibre possui quatro substancias poderosas que fazem dele um analgésico e anti-inflamatório. Use na comida, junte ao sumo, beba em chá, etc..

Curcuma
Talvez a mais anti-inflamatória de todas. A substancia ativa é a curcumina que protege o fígado de danos celulares, que protege o cérebro da inflamação, reduz o risco de Alzheimer, reduz os níveis de histamina, e muito mais. Penso que este pó amarelo é a especiaria com mais estudos científicos e tem mostrado ser excelente para o corpo humano.

A doença não surge de um dia para o outro, são pequenos erros que somados darão o ponto final num problema, no qual o corpo tem suscetibilidade, de igual modo a Saúde não se constrói de um dia para o outro, mas pequenos acertos à nossa vida, à nossa alimentação vão culminar numa maior defesa e numa estrutura física mais solida, na qual você sairá a ganhar, porque quem está Bem...é quem tem Saúde.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Onicomicose? - O que é, como tratar?


Não é um nome muito fácil, mas é um problema que afeta milhares de pessoas, nunca vi tanta onicomicose, não me lembro dos meus avós, nem do meu pai, nem dos meus vizinhos idosos sofrerem deste problema, atualmente é rara a pessoa que não tem ou que está a fazer tratamento.

O que é a Onicomicose?
É uma infeção fúngica nas unhas, ou seja são " bichinhos muito pequenos" que se desenvolvem nessas unhas, alimentam-se da queratina e gostam de estar lá. Podem atingir as unhas das mãos ou dos pés.

A micose das unhas é contagiosa, os bichinhos passam-se tanto para outras pessoas como para outras unhas, por isso deve usar unicamente a sua toalha e uma única vez.

Porque tenho fungos?
Porque todos nós temos fungos, fungos inofensivos que vivem naturalmente na nossa pele, sabe-se que temos 200 tipos diferentes de fungos a colonizar os nossos pés e todo o nosso corpo é uma riqueza fungica. Perante isto podemos perguntar, então se todos temos muitos fungos porquê que algumas pessoas tem problemas com eles e outras não?
O especialista em fungos Dr. Paul Dyler da Universidade de Nottingham diz o seguinte: " os fungos podem co-existir muito bem no nosso corpo humano sem causar qualquer dano, exceto em pessoas com sistema imunológico deficiente."
Pois é, não são os fungos o problema, mas sim a sua proliferação, nós temos uma determinada quantidade de fungos e isso é normal e necessário, mas quando o local assim como as condições do corpo reúnem um ambiente propicio a que estes se desenvolvam  em demasia provocam as infeções fúngicas, que neste caso ataca as unhas. Por isso estas infeções surgem em pessoas com outros problemas como diabetes, má circulação, doenças imunes, e em pessoas que têm um meio interno ácido. Estes bichinhos só se desenvolvem porque têm condições para isso. Por vezes os fungos nas unhas dos pés podem dever-se ao fato de andar todo o dia calçado, o pé não apanha ar, e se além disso transpirar muito dos pés, pode criar uma condição favorável aos fungos já existentes a desenvolverem-se.

Tratamento
A medicina usa medicamentos para fazer frente aos fungos - os anti-fúngicos - que podem ser tópicos aplicados localmente ou em forma de comprimido para tomar via oral.
Se foi ao medico e se a sua unha está muita afetada, provalvelmente ele lhe receitou um destes antifungicos:  Terbinafina, Itraconazol, griseofulvin ou o Fluconazol.
Estudos recentes indicam que a Terbinafina e o Itraconazol apresentam taxas de cura mais altas que as drogas mais antigas como a Griseofulvina e o Fluconazol.

Devemos tomar sem pensar estes antifungicos orais?
Os fungos são bichinhos muito pequenos, são chamados de eucariotas, então biologicamente são muito semelhantes ás nossas células, e por isso é difícil descobrir-se um fármaco que afete os fungos e não as  células humanas, por isso os antifúngicos têm tantos efeitos secundários, principalmente a nível hepático onde são metabolizados. Desta forma deve-se fazer uma avaliação entre os prós e os contra, e verificar se uma opção mais natural seria benéfica.

 Tratamento Natural 
 - Uma maneira de reduzir estes bichinhos é reduzir o açúcar, que alimenta os fungos, entre os açucares está o pão, massa e arroz branco e todas as bebidas açucaradas.

Terapêutica diária:
- Faça um banho de pés com agua e bastante vinagre de maçã, deixe 15 a 20 minutos. Seque bem os pés, tire toda a humidade. Se a infeção for nas mãos, faça o mesmo.

- Aplique Vick Vaporub.



- Calce sempre meias de algodão nas quais deitou bicarbonato de sódio, e todas os dias use umas lavadas.
- Sempre que possa deixe as unhas andar ao ar e exponhas diretamente ao sol.

- Como hidratante de mãos e de pés use óleo de coco, ele é antifúngico.


 Espero ter ajudado, se tiverem alguma duvida não hesitem em perguntar.

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Vitamina D - Essencial para uma boa Saúde


Normalmente seu médico de família não lhe fala disto, mas se está a ler este poste é porque tem internet, então pode verificar por si mesmo a veracidade do que eu vou dizer.
SE quer ter mais Saúde e fazer frente à maior parte das doenças atuais, não pode negligenciar aquilo que a ciência vem a dizer nos últimos tempos - A Vitamina D é essencial para uma boa Saúde e para a prevenção de doenças.
 Você pode pensar..."Ok..Ok..é uma vitamina, todas são importantes..."
Não é assim, não é mais uma, ela é chamada de vitamina, mas dentro no nosso corpo tem função de Hormona.
Você pensa..."sim já tinha ouvido, mas não me receitaram..."

Aquilo que é mesmo importante para nós, a Natureza cuidou para que nos chegasse de forma natural como o é, o ato de respirar. Com a Vitamina D é um pouco semelhante, porque não temos que a tomar, é tão importante que a nossa  perfeição física nos capacitou a recebe-la através da pele e muito pouco pela boca. Repare, é que receber um ingrediente pela boca , obriga a que tenha de comer, de ingerir algo, mas pela pele seria imediato. A Vitamina D é fabricada no nosso corpo quando nossa pele fica exposta ao Sol. Mas houve um pequeno contratempo no "pensamento da Natureza" porque a Natureza pensou assim: "bem...os seres humanos andam na rua, e na rua apanham sol e assim nunca ficam com deficiência desta vitamina..." Mas, esqueceu-se que a Sociedade humana criou normas, como o trabalho e o trabalho dentro de 4 paredes onde por vezes nem os olhos vêm o sol quanto mais a pele.
Parece que estou a brincar, mas não estou, todos os estudos apontam para a necessidade do corpo humano ter Vitamina D, ou seja se os níveis desta vitamina estão baixos você fica sujeito a uma serie de problemas de Saúde que vão de uma gripe a uma esclerose múltipla e até cancro.
Não deixe o que está a ler passar em branco, investigue e pense nisto - temos que apanhar sol, o sol é o dador da vida e da Vitamina D.

Vitamina D e o Cancro
Existe na literatura medica mais de 800 referencias que mostram que a vitamina D é importante tanto para a prevenção como para o tratamento do cancro. Infelizmente na pratica, não vejo nenhum aconselhamento oncológico nesse sentido, por vezes investigo as terapêuticas dadas ás pessoas com cancro e não encontro nenhuma atenção medica para os niveis de Vitamina D, por vezes até ao contrário, a indicação é que saia completamente do sol, o que pode estar errado. Não quero com isto culpar os medicos, 
 mas talvez o sistema não esteja muito certo, há demasiada lacuna entre a ciência e a prática medica.
A Vitamina D mostra ter bastantes efeitos anticancerosos, ajuda o seu corpo a lutar contra o cancro, ou seja se tivermos níveis normais de Vitamina D temos mais chances do nosso corpo estar capacitado para fazer frente ao cancro de uma forma natural do corpo, duas das armas que o corpo possui é a apoptose que é um programa que as células têm para se autodestruírem, ora se isto acontecer ás células cancerígenas, o tumor não cresce,  a outra é a inibição da angiogénese ( crescimento de vasos sanguíneos que alimentam o tumor).
A Doutora Carole Baggerly que é uma investigadora sobre a Vitamina D vai mais longe e diz que 90% do cancro de mama pode estar relacionado com uma deficiência de Vitamina D, veja a importância para quem quer prevenir ou curar.

Veja aqui onde indica que existe maior risco de morte e de  cancro quando os níveis de vitamina D são baixos.

Vitamina D e Diabetes
Vários estudos também tem sido feitos para se perceber se a Vitamina D interfere com a Diabetes e a conclusão é que a pessoa tem de incorporar um estilo de vida normal, com alimentação natural, exercício e claro, sol ou melhor vitamina D. Pessoas com níveis baixos são maioritariamente pré -diabéticos, mas quando apanhavam sol ou tomavam suplemento os valores da glicemia desciam para níveis normais.

Vitamina D e a Gestação
Durante a gravidez é extremamente importante que tenha níveis normais de vitamina D, por muitas razões, porque ela protege contra a diabetes gestacional, parto prematuro e a eclampsia ( hipertensão, retenção de líquidos e perda de proteínas pela urina).


Muito mais há a dizer sobre a vitamina D, as investigações são muitas, e nós temos de fazer por nós, nunca esquecer que nós somos os responsáveis e os intervenientes da nossa Saúde, o medico é um conselheiro que lhe indica uma forma que o pode ajudar, mas não fique por ai, existem outras formas, o medico normalmente segue um protocolo da Associação da sua Especialidade, por exemplo se for um cardiologista português, ele vai cuidar de si de acordo com aquilo que a Sociedade Portuguesa de Cardiologia lhe diz, esta por sua vez está ligada à Sociedade Europeia ou/e Americana, mas há muito mais sobre ciência da Saúde fora das Sociedades e hoje a internet é um Livro aberto ao Conhecimento.
Passando à pratica, vamos com bom senso expor sempre que possamos a pele ao Sol, desta forma não vamos ter falta de Vitamina D, bastam 20 minutos diários,  no inverno e em países que não têm muito sol a suplementação pode ser uma ajuda.
Mas nós estamos no Verão, em Portugal e há muito sol, então façamos pela nossa Saúde, por nós.

terça-feira, 14 de julho de 2015

A Linhaça regride a placa aterosclerótica


O próprio titulo é sugestivo, você deve para prevenir ou tratar a aterosclerose comer sementes de Linhaça.

Mas o que é Aterosclerose?
Como todos sabemos nosso corpo é composto por um conjunto vasto de artérias e veias, ou seja "canos" por onde passa o sangue, como se dentro de nós houvesse um sistema de irrigação.
Por varias razões, em determinados locais desses canos pode surgir inflamação e sucessivamente ateromas, que são placas ou compostos que se vão agregando e se aumentarem muito o seu volume podem obstruir os ditos canos, ou seja as veia ou as artérias.
Quando esta situação de obstrução, na qual o sangue não passa, se dá numa artéria do coração dá-se o enfarte. O enfarte agudo do miocárdio não é um problema do coração, é um problema de circulação de sangue, num determinado momento o sangue que devia chegar ao coração é interrompido ( devido ao ateroma) de forma repentina e dá-se uma destruição do musculo cardíaco (miocárdio) por falta de oxigénio.
Esta destruição de tecido do coração se dá, porque nossas células são semelhantes a nós, não podem ficar sem oxigénio, você não morria se tivesse 5 minutos sem ar? O mesmo acontece com as células. Por isso vejamos a importância de se ter uma boa canalização interna para que nosso sangue chegue de forma adequada a todas as células e tecidos.

O sangue para levar o oxigénio e circular por todo o corpo precisa que principalmente as artérias e veias estejam sem ateromas, sem interrupções, e é aqui que entra alimentação, porque é ela que causa ou que elimina os fatores que levam à aterosclerose.

Sejamos agradecidos, a Natureza criou " medicamentos" que nosso corpo precisa e um estudo publicado aqui, indica que a Linhaça é um alimento a ser consumido por todas as pessoas e principalmente por quem já tem aterosclerose, tem o chamado "sangue gordo", tem antecedentes familiares com doenças cardiovasculares,  já teve enfarte, fez cateterismo, tem a tensão alta, por quem fez a famosa cirurgia ponte de safena, etc.

O estudo indica que a linhaça pode retardar a progressão das placas ateroscleróticas,  no entanto não ficou bem claro se esses efeitos anti-aterogenicos  podiam-se estender à regressão da placa.

Percebemos que o milagre da cura ou da prevenção está ofertado na Natureza, só temos que colocar em pratica, o que traduzido significa TEMOS DE COMER LINHAÇA, para prevenir e para não permitir agravar a situação. No entanto não podemos unicamente comer linhaça e pensar que podemos fazer todo o resto errado. Há que ter uma alimentação mais natural, mais perto daquilo que a Natureza dá e não daquilo que vêm em pacotes de supermercado, há que mexer, tratar o corpo com Amor  e Ser Feliz. 

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Tem Dores Menstruais? - Tome canela. A ciência confirma o que a experiência há muito sabe.


As dores menstruais podem ser muito perturbadoras, e normalmente  toma-se um fármaco. Em Portugal publicita-se para este tipo de dores o Trifene 200, ou melhor o Ibuprofeno 200 ou 400.
O fato de irmos a uma farmácia e comprarmos Ibuprofeno sem receita medica, não lhe retira os efeito secundários que podem ser bem mais graves que as dores menstruais, mas isso é assunto de outro poste.

O que fazer quando tem dores menstruais?
Um estudo mostra que há uma solução natural, eficaz e mais segura que um analgésico químico. A tradição já dizia, a Medicina Chinesa sempre usou e a ciência agora confirma - Canela.



O estudo que pode ver Aqui, foi feito numa relação de 400 mg de Ibuprofeno em relação a 420 mg de canela e verificou-se que tanto o Ibuprofeno como a Canela diminuíam a dor. Mas, não podemos ver isto como uma opção de escolha ou tomo ibuprofeno ou tomo canela, temos de alargar a visão para os efeitos de cada um no nosso corpo. Se investigarmos verificamos que o ibuprofeno é muito mau e a canela pelo contrario é muito boa.
Também se descobriu que a canela reduz a quantidade de sangramento menstrual, uma mais valia para quem perde muito sangue.

No outro dia soube de uma mãe que foi á farmácia comprar uma  pilula, para dar à filha de 16 anos, porque ela menstrua muito e a mãe sabe que com a pilula o fluxo menstrual é bem menor. Pensa que o problema está resolvido. Atuou com o melhor intuito, mas talvez desconheça que quando se toma a pilula não se menstrua. Interessante não?
A mulher quando toma a pilula tem um ciclo menstrual artificial, sempre que termina uma caixa de comprimidos e faz a interrupção da pilula durante os sete dias previstos, dá-se a chamada hemorragia de privação. Hemorragia essa que pode ser controlada de acordo com a pilula, por exemplo com uma pilula com 15 microgramas de estrogénio o "fluxo menstrual" é menor do que com uma pilula de 30 microgramas.
A solução não passa por se tomar um fármaco para obtermos os valores  e os fluxos que queremos, passa por atuarmos de forma  a regular os desequilíbrios que surgem de forma a dizerem que algo está mal.

Concluindo a canela ajuda a suportar e a resolver as dores menstruais, assim como aplicação de um saco de agua quente sobre o ventre.

Penso que estas dores se dão porque não há uma perfeita e livre circulação de energia/sangue no útero, por isso o quente ajuda ao aumentar a circulação e diminui as dores.

Fica a dica, que é cientifica - troque o ibuprofeno por canela e pode começar a tomar uma semana antes do período menstrual. Portanto mulheres que não tomam a pilula e jovens com dores menstruais, não esqueçam a Canela é nossa amiga.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Protetor Solar - Porque deve Investigar antes de usar?


Uns dizem que sim outros que não, o que fazer?
É verdade, milhões de euros, de dólares e de outras moedas são gastas anualmente em protetores solares. Tudo em prol da Saúde. Ouvimos na televisão a toda a hora, chegou o verão..protegem-se do sol, usem protetor solar.

Também já usei,  mas hoje não uso e não aconselho ninguém a usar, e porquê?
 Porque muitos estudos, muitos médicos, muitos investigadores apontam para o perigo dos protetores solares. Pensamos que estamos a investir na saúde  mas estamos é a provocar doenças.
Existem 17 quimicos  aprovados pela FDA, que podem fazer parte dos protetores solares, sabe-se que 15 deles são desreguladores endócrinos ou seja baralham e alteram as hormonas do corpo humano. Que importância tem isto?
As hormonas mais afetadas são o estrogénio, a progesterona, testosterona e hormonas da tiroide, então pode causar desenvolvimento anormal dos fetos, puberdade precoce, baixo numero de espermatozoides, além de poder contribuir para tumores de mama, ovários e problemas de próstata, tudo isto porque houve alteração nas hormonas provocado por produtos químicos existentes nos protetores solares. Mas, não fica por aqui:
Alguns desses químicos podem criar radicais livres, substâncias que danificam o DNA, nosso material genético.
O Dr. Thomas Zoeller professor de Biologia na Universidade de Massachusetts reforça mesmo a convicção de que estes químicos podem levar a problemas oncológicos e a doenças endócrinas.

Agricultores são incentivados a usar protetor solar para diminuir o risco de cancro de pele, mas estão a prejudicarem-se. Um estudo diz que os protetores solares ajudam na penetração de químicos agrícolas.
De uma forma ou de outra os agricultores usam químicos como herbicidas e estão expostos a eles, o que se concluiu é que quando estes agricultores usavam na sua pele protetores solares, os herbicidas ou outros químicos penetravam mais facilmente a pele entrando na corrente sanguínea.  Não sou eu que digo , o estudo está aqui http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/15020197

Ingredientes tóxicos nos protetores solares
 - Oxibenzona 
É um dos ingredientes mais problemáticos, está presente na maioria dos protetores solares pode causar perturbações hormonais a danos celulares levando ao cancro. De acordo com EWG :
" A Oxibenzona penetra a pele, entra na corrente sanguínea  e age como estrogénio no organismo. Pode desencadear reações alérgicas. Um estudo ligou a oxibenzona a endometriose, e outro alertou que as mulheres gravidas que usavam este produto tinham mais propensão a ter filhos de tamanho reduzido."

- Retinol - uma forma de Vitamina A
À primeira vista é vitamina, logo deve ser bom, mas não é, porque quando aplicada na pele pode aumentar o desenvolvimento do cancro de pele. O retinol não pode estar exposto ao sol.

- Perfumes sintéticos
Aqui podemos referir-nos tanto a protetores solares como a outros produtos de beleza, nosso corpo não gosta de perfumes sintéticos.

Se temos mesmo que usar protetor solar, o que usar?
Existem dois tipos de protetores solares:
 -Protetores químicos - que têm substancias que penetram a pele e neutralizam a radiação UV
 - Protetores mecânicos - que fazem uma barreira mecânica e impedem fisicamente que a radiação chegue ás células da pele.

Não sou química, sou simplesmente uma interprete da ciência, mas se tivesse de recomendar um protetor seria os mecânicos, são feitos de oxido de zinco e dióxido de titânio e parece que estes não têm os efeitos secundários dos outros.
Se só se sente segura com protetor, então procure um protetor com oxido de zinco e dióxido de titânio.

A historia dos malefícios do sol, talvez não passe de uma historia  que nos queiram contar
 Apanhar sol na pele produz uma hormona, chamada de Vitamina D, que reduz o risco de diferentes tipos de cancro, inclusive o de pele. Surpreendente não é?
Estudos mostram que a mortalidade pelo cancro melanoma torna-se mais reduzida quando se apanha sol, quando se fica exposto aos raios UV.
As lesões de melanoma não tendem aparecer na pele que foi mais exposta ao sol, a revista medica The Lancet diz "paradoxalmente, trabalhadores ao ar livre têm um risco menor de terem melanoma que os trabalhadores de interior, o que sugere que a exposição solar pode ter um efeito protetor."

O aumento do melanoma maligno cutâneo tem sido nas pessoas que trabalham sem estarem expostas à luz solar, as pessoas que trabalham ao ar livre e que apanham sol, como todos os nossos antepassados fizeram, não têm este tipo de cancro, veja aqui  por isso até que ponto é que a historia do sol provocar cancro, não é somente uma historia?

O meu conselho é que apanhe sol e oiça seu corpo, quando o sol está a prejudicar o seu corpo dá-lhe o sinal, para você ir para a sombra, para se tapar, colocar um chapéu, nós sentimos.
Tenho a felicidade e a oportunidade de fazer 1 mês de praia anualmente, e praia significa sol, muito sol, e digo-vos que não uso protetor solar, e nada acontece, não fico vermelha, não descamo...tomo as minhas precauções...entre 12h e as 16H não estou na praia.
 Provavelmente vim baralhar-vos, no entanto a minha intenção não é para que confiem em mim, mas para que investiguem e tirei as vossas conclusões, que de certeza serão as melhores. Bom Sol.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Almoço Vegetariano


Fomos habituados a comer o que comemos, estamos condicionados por tradição a comer carne, mas porque não fazer algumas refeições sem ela?
Não vou apontar os prós de não se comer carne, cada um tem a sua crença, no entanto penso que é razoável e aceitável por todos, experimentarmos fazer  refeições vegetarianas como a que mostra a figura, que por acaso foi o almoço da minha filha e meu.
O prato está composto por uma salada de tomate cherry, alface, agrião, cebola e coentros; milho cozido; arroz integral; alguns feijões verdes e cenouras cozidas.



Salada - Faço sempre salada, acredito que nosso organismo precisa de alimentos crus, normalmente faço a salada com os ingredientes da época, os tomates foram me dados por uma vizinha maravilhosa que sabe que eu adoro alimentos biológicos e criados perto de onde vivo, assim como a cebola. As alfaces comprei numa senhora que planta, penso que não devem ter produtos químicos, quanto ao agrião, sei que é de estufa, muito bonito, muito tenro, mas não sei como é alimentado.
A salada foi temperada com sal marinho, sumo de limão e azeite.

Milho - Na maior parte do ano não como milho, porque não gosto do enlatado, nem do congelado e simplesmente não uso. Mas, nesta altura do ano chegam ao mercado as bonitas maçarocas, vindas de agricultores locais, então eu não resisto a estes grãos amarelos.
Retiro as capas mais exteriores da maçaroca  e coloco numa panela com agua a cozer - simplesmente assim, nem uso sal. Depois de cozido, após 10 minutos de fervura, deixo arrefecer um pouco e com a faca retiro os milhinhos.

Arroz integral - as pessoas que querem ter mais saúde, saírem de problemas patológicos, que querem que seus filhos cresçam com os nutrientes necessários ao corpo humano, devem preferir sempre alimentos integrais, ou seja aos quais não foi retirado nada.
Por vezes penso que há muita confusão nos nomes dados aos alimentos, veja - o arroz integral devia ser chamado simplesmente de arroz, porque o arroz é um cereal que quando a Natureza o cria, fá-lo de uma forma integral ou seja com tudo aquilo que é arroz. Aquilo que nós chamamos de arroz é que está errado devia de ser chamado de arroz branco, ou melhor arroz vazio, arroz roubado, ...enfim muitos nomes se adaptavam. Fomos habituados a comer alimentos refinados, mas pense, será que devemos continuar com este erro? Porque não mudar? Porque não passamos a pôr na mesa arroz integral?

Este prato não é o exemplo de uma refeição perfeita, do meu ponto de vista tem muito cozido, só a salada é crua, mas foi o meu almoço... e no dia de hoje os alimentos cozidos que estão neste prato são os únicos, todas as outras refeições consistiram em alimentos crus, essencialmente fruta...afinal estamos no Verão.